23 de abril de 2011

A propósito de um anúncio da TVI #2

 Quanto à minha opinião:

 Eu não consigo viver sem amor. Não me refiro àquele amor que sentimos pela família/amigos, porque acho que sem esse ninguém consegue viver. Eu não consigo viver sem o amor de um homem. O meu namorado é também o meu melhor amigo, custa-me imaginar uma vida sem que tivesse essa minha parte masculina a completar o puzzle. Há características que nascem connosco e o conceito de "alma gémea" é algo que me está enraizado desde há muito. Ás vezes gostava que assim não fosse, era muito mais fácil se tivéssemos total controlo em nós, mas provavelmente também seria muito mais desinteressante... Pelo que tendo em conta que vivo na cidade e que preciso tanto deste amor, para mim o amor tem lugar na cidade. E também porque a cidade é fria, agitada e crua, não precisamos de mais coisas desprovidas de sentimentos a ajudar, pelo que o amor e fazer amor é como magia na cidade, uma brisa de ar quente. Claro que o amor também e essencial numa cabana, o amor é essencial em todo o lado, mas na minha mente uma cabana fica no meio da Natureza e em comunhão com esta, daí que fazer sexo, acto natural, carnal e instintivo, seja, no meu ponto de vista, mais adequado numa cabana. No entanto, se olharmos para o panorama no geral e tratarmos as palavras sexo e amor pelo que significam, é idiota fazer esta distinção, o amor e o sexo andam de mãos dadas, são inseparáveis, sexo é na maioria das vezes uma forma de expressar amor, pelo que é importante referir que quando eu me falei em "fazer amor" referi-me a sexo entre pessoas que se amam e quando falei em sexo, referi-me apenas a duas pessoas a fazerem o acto em si.

4 comentários:

Aya disse...

http://naocompreendoasmulheres.blogspot.com/2011/04/respostas-perguntas-inexistentes-142.html


(;

Joy disse...

Aya: Já tinha lido esse post, é deveras interessante :)

Emoções disse...

A arte de escrever transforma escritores em sonhadores,a alma atinge o céu e simples palavras se transformam em sentimentos..

Joy disse...

Emoções: Que bonito :)