2 de dezembro de 2010

Ás vezes... #5

 ... sinto-me incompleta! Acho que é porque sinto a falta da acção que tinha no secundário, das amizades, dos encontros no café em frente à escola, dos professores, de plantar árvores e fazer discursos encorajadores, dos risos à hora de almoço, dos colegas parvos e dos super inteligentes, de não ter de fingir que está sempre tudo bem, das partidas, das "novelas mexicanas", de intrujar os professores, do magnifico trabalho de projecto que me levou à faculdade do Porto e ao ISA, das apresentações orais, das aulas de Inglês e de muitas, muitas mais coisas... Ás vezes sinto-me incompleta, porque já não está tudo sob controlo. Antes sabia que tinha de acabar a primária e depois o básico e depois o secundário e depois a faculdade, mas agora, ainda não sei qual é o plano quando acabar a faculdade... Ás vezes sinto-me incompleta, porque ainda não encontrei aquelas pessoas como as que tinha ao meu lado no secundário, já travei muitos conhecimentos, muitas amizades, mas nada tão puro quanto as amizades antigas. Agora as pessoas são diferentes, mais frias, mais desinteressadas, deixam-se apenas ir (ás vezes pergunto-me se vivem sequer...), aparecem e desaparecem, sem dizerem nada e já se tornou cansativo ter de ser sempre eu a tentar adaptar-me. Ás vezes pergunto-me se será que a diferença está em mim e não nos outros, pois sei que o ser humano tende a levar-se a si próprio como a norma. Sinto-me incompleta, porque uma parte que me era muito querida na vida me foi tirada, simplesmente porque tudo tem de evoluir e porque nós temos de avançar.



plantação de árvores 2009/2010

4 comentários:

CurlyGirl disse...

É normal, mas pensa no lado positivo. Pensa que já tens amizades fantásticas, já conheceste pessoas fantásticas e é por isso que agora é difícil os que entram na tua vida ultrapassarem essa fasquia. Tem calma e tenta ver as coisas com outros olhos. Não vale a pena tentar encaixar o passado e tentar vê-lo no presente. Aproveita o que há de novo! Descobre-o! Vais ver que nem tudo é mau... =)

Joy disse...

Obrigado :) ! Realmente é mesmo muito difícil superar a fasquia, mas eu nem queria que eles a superassem, já só queria que chegassem lá perto...

Noir disse...

ohhhh quase chorei. sinto o mesmo. e põe elevadas nessas fasquias. Não ach q alguma vez terei a mesma sorte. pq nos n encontramos uma pessoa fantástica. encontramos um grupo de pessoas maravilhosas.

Joy disse...

Concordo plenamente Noir.